Release Release Release

A Dupla

Diego (Diego Felix Pereira) nasceu em Brasília, foi morar em Goiás e depois em Uberlândia/MG, cidade natal de Victor Hugo (Elias Anderson de Souza). Desde sempre é multi-instrumentista, afeito às cordas do violão e de sua paixão, a guitarra. A música vem de berço, estimulada pelo avô, que tocava viola caipira. O mesmo aconteceu com Victor Hugo, nascido em Uberlândia, berço da dupla, teve contato com a música desde a infância, nas rodas de viola que seu pai comandava entre amigos. Aos 10 anos pegou o violão e não mais largou.
Iniciaram suas carreiras profissionais desempenhando funções completamente distintas do meio musical, mesmo sabendo do talento e capacidade de cada um para tal. Diego foi salva-vidas em um clube da cidade e Victor Hugo trabalhou como operador de telemarketing.
A primeira experiência musical de Diego & Victor Hugo juntos foi na adolescência com a formação de um grupo de pagode, onde Victor Hugo era vocalista e tocava cavaquinho e Diego era violonista. Depois disso, passaram por muitos palcos antes da formação da dupla: foram inúmeros bailes, bandas e muitas histórias, sempre no cenário musical no triângulo mineiro. Após uma participação no Festival de Música Sertaneja de uma rádio local, em meados de 2011, surgia a dupla de amigos e um único sonho. Uma curiosidade sobre o nome escolhido para a dupla: Victor Hugo é o nome do filho de Elias, que optou pelo nome artístico em homenagem a seu primogênito.

Diego & Victor Hugo só ganhavam força, as apresentações cresciam e o público aumentava. No carro, Victor Hugo escutava suas influências, só que na hora que chegavam a eles propostas de canções de outros para gravarem, não se enxergavam ali. Ele, então, decidiu partir da teoria para a prática e começou a escrever. As músicas definidas começaram a repercutir, mas antes de fazerem em suas vozes como dupla, apareciam como hits no repertório de outros artistas, que viam ali todo talento melódico depositado. Gravaram um EP de cinco músicas, e uma das composições começou a ser disputada por grandes nomes, entre eles o saudoso Cristiano Araujo, até que Henrique & Juliano registraram “Calafrio”. Foi assim que a música e o nome da dupla explodiram no universo sertanejo.
Já não eram mais um sucesso somente na cidade tradicional do Triângulo Mineiro, mas sim no Brasil inteiro. O nome deles começou a correr entre os músicos do gênero e nos últimos sete anos o sucesso cresceu em créditos de composições. Na voz de Henrique & Juliano ainda temos “Mais Amor e Menos Drama”, Jads & Jadson gravaram “Correndo Risco”, Matheus & Kauan registraram “Cacos” – entre outras, Simone & Simaria soou com “Amor Mal Resolvido”, Bruno & Marrone (Eu Quero Trégua), Maiara e Maraísa (Coração Infectado), Wesley Safadão (‘Código Cama’) e até Roupa Nova (‘Queda de Braço’) gravaram suas canções. Mais recentemente assinaram “Mundo de Ilusões” de Gusttavo Lima, “Largado às Traças”, famosa na voz de Zé Neto & Cristiano, que foi eleita música do ano pelo Domingão do Faustão, e “Bebi Liguei”, de Marília Mendonça, que foi parte da trilha da novela “A Dona do Pedaço”, da Rede Globo.
Ganhando força no mercado com suas composições, Diego & Victor Hugo chamaram atenção também como intérpretes. Em 2017 gravaram o primeiro DVD da carreira intitulado “Sem Contraindicação”, com 20 faixas, sendo 17 inéditas, entre elas a música “O Alvo”, sucesso absoluto e que projetou a dupla nacionalmente. No dia da gravação do DVD, a dupla foi surpreendida com a entrada de Henrique & Juliano no palco para dividir os vocais com eles, o que não estava prevista no script e os deixou bastante emocionados. “O Alvo” tem mais de 156 milhões de visualizações no canal da dupla no YouTube (assista aqui). Esse projeto rendeu contrato com a gravadora Sony Music e a carreira da dupla passou a ser guiada pelas mãos de Alexandre Mello, do Clube do Cowboy, escritório que também agenciou por muitos anos a dupla Victor & Leo.
O primeiro projeto abriu caminho para o que aconteceria no ano seguinte, com o EP “Querosene e o Violão”, uma espécie de ‘esquenta’ para o segundo DVD. O audiovisual tem 7 faixas e entre elas está o hit “Infarto”, que foi o primeiro grande sucesso da dupla com projeção nacional e consagrou o nome deles no cenário da música sertaneja. A música ultrapassa a marca de 270 milhões de visualizações no YouTube e tem mais de 120 milhões de plays nas plataformas de áudio streaming (assista aqui). No ano de 2018, a força da dupla chamou a atenção do empresário Wander Oliveira, da WorkShow, que decidiu, junto de Alexandre Mello, unir a força de dois escritórios e o gerenciamento de carreira de Diego & Victor Hugo passou a ser na parceria entre Clube do Cowboy e WorkShow.

Em 2019 gravaram, no entorno do Estádio Nacional Mané Garrincha, o DVD “Diego e Victor Hugo – Ao Vivo Em Brasília”, com 14 faixas inéditas e seis regravações, dentre elas a versão ao vivo de “Infarto”. O projeto coleciona números expressivos: quatro faixas do álbum figuraram no Top200 das plataformas de música, sendo três no Top50. As participações especiais também merecem destaque. Estão presentes no álbum Marília Mendonça na faixa “Do Copo Eu Vim” (com mais de 93 milhões de views no YouTube e 70 milhões de streamings); Zé Neto & Cristiano em “A Culpa é do Meu Grau” (127 milhões de execuções nas plataformas digitais, foi primeiro lugar nas rádios brasileiras por semanas, além de figurar no Top50 das plataformas de streaming na mesma época) e Dilsinho, na música “King Size”.
Na sequência, lançaram “Verãozinho”, um EP com 11 faixas, sendo 8 inéditas, visando mostrar toda versatilidade da dupla, tanto em composições como na habilidade de misturar estilos, como acontece na faixa “Pisadinha”, que tem participação de Rai Saia Rodada e ultrapassa 75 milhões de visualizações no YouTube. A faixa figurou por semanas no TOP 200 do Spotify.
Diego e Victor Hugo já participaram de vários festivais e rodeios de grande destaque no país como Barretos – por 2 anos consecutivos, Festeja, Caldas Country (GO), Universo Alegria (RS). Inclusive, o maior público que a dupla já se apresentou foi no Festeja Belo Horizonte, no estádio do Mineirão, para mais de 45 mil pessoas.
A dupla segue em ascensão, acumulando grandes números, com mais de 6 milhões de ouvintes mensais no Spotify e 2 músicas no TOP 200 da plataforma (“Facas” e “Desbloqueado”). No começo de 2020, a dupla chegou a emplacar quatro faixas no TOP 200, são elas: “Infarto”, “Do Copo Eu Vim”, “A Culpa é do Meu Grau” e “Áudio”. O perfil da dupla no Instagram tem mais de 1 milhão de seguidores, e no YouTube já ultrapassaram 2,44 milhões de inscritos no canal, que se aproxima da incrível marca de 2 bilhões de views em seus vídeos.
Chegou a hora de mostrar para o Brasil que Diego & Victor Hugo são uma das grandes duplas do sertanejo atual. Em setembro de 2020 gravaram um projeto grandioso, feito com muita classe, em um cenário lindo e com participações de peso.
Gravado na área externa do Palácio de Cristal de Uberlândia, se apropriando do belo cenário, o DVD “Equilíbrio” traz muita classe, maturidade e talento em suas 18 faixas inéditas, que se misturam entre canções românticas, bachatas, vaneiras e pop. Para solidificar e dar mais brilho ao projeto, Diego e Victor Hugo contaram com a participação de grandes duplas, são elas: Matheus & Kauan, João Neto & Frederico, Guilherme & Santiago, Rio Negro & Solimões, Di Paullo & Paulino e Bruno e Marrone, com quem gravaram “Facas”, composição de Victor Hugo e primeira faixa lançada do projeto, que já ultrapassa 320 milhões de visualizações em seu clipe (assista aqui).
E falando em “Facas”, a música foi a mais tocada nas rádios no primeiro semestre de 2021 e, também, chegou a ficar entre as 150 músicas mais ouvidas no mundo durante

todo o último final de semana de fevereiro, segundo o Chart Global do Spotify. A faixa tem 180 milhões de streamings, se mantém em destaque entre as mais tocadas das plataformas – chegando a ficar no TOP 1 em algumas delas – e ainda levou a dupla a ser capa de inúmeras playlists nos aplicativos de música. Nas rádios, é a músicas mais ouvidas do país no primeiro semestre de 2021.
No mês de maio de 2021 lançaram a romântica “Desbloqueado” e, em pouco tempo, já ultrapassa 40 milhões de visualizações, 20 milhões de streamings e alcançou o topo da lista das mais tocadas nas rádios no dia 22 de julho de 2021. Na sequência, foram disponibilizados mais 2 singles: “Sorte” e “Remédio”. No final do mês de julho, Diego e Victor Hugo divulgaram “Até Falar Chega”, com participação da dupla Matheus e Kauan, junto de mais cinco faixas, finalizando os lançamentos do álbum “Equilíbrio”, que se encontra disponível na íntegra em todas as plataformas digitais.

Natural de Brasília, Diego sempre demonstrou sua paixão pela música. Quando criança foi criado por sua avó na pequena cidade de flores de Goiás e mudou-se para Uberlândia em 1999.

Sempre foi influenciado pelo avô que tocava viola caipira e incentivava o neto da música. Compositor, segunda voz da dupla e multi-instrumentista de muita dedicação aos instrumentos de corda, Diego não esconde sua paixão por guitarras.

Nascido em Uberlândia foi criado sob os acordes da música sertaneja, sempre acompanhando o pai, que gostava de cantar em rodas de viola com amigos.

Aos 10 anos, Victor Hugo ganhou o primeiro violão, presente de um amigo de sua mãe. Começava aí o encanto pela música.

Atualmente Victor Hugo é um dos compositores mais gravados da música sertaneja tendo músicas gravadas nas vozes de: Bruno e Marrone, Henrique e Juliano, Maiara e Maraisa, Jads e Jadson, Simone e Simaria, Wesley Safadão, Munhoz e Mariano, Zé Neto e Cristiano entre outros.

Diego e Victor Hugo

Contato para shows

Escritório:(34) 3230-6900

Marcelo Mu:(34) 99207-2299

Material do contratante

Baixe aqui
CRIADO POR BIRDMUSIC EM PARCERIA COM AGÊNCIA BLISS / RICOCHETE PROPAGANDA